29/01/2011

No baú V - Abre alas, solidão




Encontrado num livro, algures em Oeiras, com uma caligrafia semelhante à minha - diz que é a minha, mas não quis acreditar:

"Tens olhos de lua e
coração de cometa:
sonhas à noite, à
procura do dia, e
voas, sozinha, no
Universo de todas as
cores.
Renasce em cada um
destes contos e sorri;
vive nos meus olhos e
sê feliz. De todas as
cores..."

(está bem, fui eu... será que ainda posso sorrir?)